Livro - Mensagens Escolhidas - Volume 1 | Ellen G. White Books

Mensagens Escolhidas - Volume 1

CAPÍTULO 7

Cristo Mantém as Rédeas

ME1 - Pag. 83  

Os gadarenos desejaram que Cristo Se afastasse. Os de Cafarnaum O receberam, e entre eles operou maravilhosos milagres.

Cristo tem todo o poder no Céu e na Terra. É o Grande Médico, a quem temos de invocar quando a padecer enfermidade física ou espiritual. Sobre os ventos e as ondas e sobre homens possuídos de demônios, mostrou Ele possuir absoluto domínio. Foram-Lhe dadas as chaves da morte e do inferno. Foram-Lhe sujeitas as potestades e potências, mesmo durante o tempo de Sua humilhação. ...

Por que não exercemos maior fé no Médico divino? Como Ele operou pelo homem atacado de paralisia, assim fará hoje pelos que a Ele vão em busca de cura. Somos grandemente necessitados de mais fé. Fico alarmada ao ver a falta de fé entre nosso povo. Precisamos chegar diretamente à presença de Cristo, crendo que Ele curará nossas enfermidades de corpo e de espírito.

Somos demasiado sem fé. Oh! como desejaria poder levar nosso povo a ter fé em Deus! Eles não necessitam achar que, para exercer fé, precisam agitar-se a elevado estado de agitação. Tudo quanto têm a fazer é crer na Palavra de Deus, da mesma maneira que acreditam na palavra uns dos outros. Ele o disse, e cumprirá Sua Palavra. Confiai tranqüilamente em Sua promessa, pois Ele leva a sério tudo quanto diz.


ME1 - Pag. 84  

Dizei: Ele me disse isto em Sua Palavra, e cumprirá toda promessa que fez. Não fiqueis desassossegados. Sede confiantes. A Palavra de Deus é fiel. Procedei como sendo vosso Pai celeste digno de confiança. ...

Homens são designados para proclamar a verdade em novos lugares. Esses homens precisam ter fundos para seu sustento. Precisam também ter fundos de que sacar para auxílio aos pobres e necessitados que encontram em seu trabalho. A beneficência que manifestam para com os pobres comunica influência a seus esforços quanto à proclamação da verdade. Sua boa vontade para ajudar os necessitados, granjeia-lhes o reconhecimento daqueles a quem auxiliam, e a aprovação do Céu.

Esses fiéis obreiros devem ter a solidariedade da igreja. O Senhor ouvirá as súplicas em favor deles. E a igreja não deve deixar de mostrar interesse prático em seu trabalho.

Ninguém vive para si. Na obra de Deus é designado a cada um seu posto de dever. A união de todos robustece a obra de cada um. À medida que a fé e o amor e a unidade da igreja se fortalecem mais, amplia-se-lhes o círculo de influência, e eles devem alcançar o mais amplo limite dessa influência, estendendo constantemente os triunfos da cruz.

"Levanta-te, Resplandece"

Deus nos chama a romper os laços de nosso formal serviço dentro de casa. A mensagem do evangelho deve ser levada às cidades e fora das cidades. Devemos convidar todos a reunirem-se em torno da bandeira da cruz. Quando esta obra for feita como deve ser, quando trabalharmos com zelo divino para acrescentar conversos à verdade, o mundo verá que a mensagem da verdade é acompanhada de poder. A unidade dos crentes dá testemunho do poder da verdade que pode levar à perfeita harmonia homens de disposições diversas, fazendo de seus interesses um só.

As orações e ofertas dos crentes são aliadas a esforços abnegados e fervorosos, e eles são na verdade um espetáculo ao mundo, aos anjos e aos homens. Os homens são novamente convertidos. A mão que outrora buscava agarrar a recompensa


ME1 - Pag. 85  

em maiores ganhos, tornou-se a mão ajudadora de Deus. Os crentes são unidos por um só interesse - o desejo de fazer centros da verdade onde Deus seja exaltado. Cristo une-Se a eles em santos laços de união e amor, laços de irresistível poder.

Foi por essa união que Jesus orou antes de Seu julgamento, mesmo a um passo da cruz. "Para que todos sejam um", disse Ele, "como Tu, ó Pai, o és em Mim, e Eu em Ti; que também eles sejam um em Nós, para que o mundo creia que Tu Me enviaste." João 17:21.

Deus apela aos que se encontram meio acordados para despertar e empenharem-se em diligente labor, orando a Ele por forças para o serviço. Necessitam-se obreiros. Não é preciso seguirem-se regras de rigorosa precisão. Recebei o Espírito Santo, e vossos esforços serão bem-sucedidos. A presença de Cristo, eis o que dá poder. Cesse toda dissensão e contenda. Prevaleça o amor e a unidade. Movam-se todos sob a direção do Espírito Santo. Caso o povo de Deus se entregue inteiramente a Ele, Ele lhes restaurará o poder que perderam pela divisão. Ajude-nos Deus, a todos nós, a compreender que desunião é fraqueza e que união é força. Carta 32, 1903.

Falar de Fé

Surja o que surgir, nunca vos desanimeis. O Senhor nos ama, e cumprirá Sua palavra. Procurai estimular nos doentes a confiança em Deus. Recomendai-lhes estarem de bom ânimo. Falai de esperança mesmo até ao fim. Caso hajam de morrer, que morram louvando ao Senhor. Ele vive sempre; e embora alguns de Seus fiéis seguidores hajam de morrer, suas obras os seguirão, e hão de ter um jubiloso despertar na manhã da ressurreição.

Não percamos a coragem. Não falemos de dúvidas, mas de fé; pois a fé traz infinito poder. Caso lancemos mão desse poder, e não confiemos em nossa própria força humana, veremos a salvação de Deus. Review and Herald, 30 de dezembro de 1909.

<< Capítulo Anterior Próximo Capítulo >>