Livro - Mensagens Escolhidas - Volume 1 | Ellen G. White Books

Mensagens Escolhidas - Volume 1

O Perigo de Pontos de Vista Extremados

ME1 - Pag. 176  

Santa Helena, Califórnia, 19 de maio de 1890

Prezado Irmão K:

Eu esperava ver-vos e falar-vos, ou escrever-vos há mais tempo; não tenho, porém, podido fazer nem uma nem outra coisa, nem tão pouco me acho capaz agora; sinto, porém, profundo interesse pelo irmão, e estou desejosa de que não se afaste da obra. Não tenho força para fazer a devida apreciação em conversa convosco; vossa mente é demasiado rápida e a língua tão fluente, que temo, eu ficaria demasiado fatigada, e o que pudesse dizer não vos permaneceria distinto na mente.

Vejo vosso perigo; podeis transformar prontamente vossos pensamentos em palavras. Apresentais as coisas em vívidos aspectos; e vossa linguagem não é contida. Vossos pontos de vista sobre alguns assuntos são expressos de tal maneira que fazeis com que os irmãos vos tenham temor. Não é necessário que seja assim. Não devíeis procurar ficar tão afastado de vossos irmãos quanto vos seja possível, dando a idéia de que não vedes do mesmo modo.

Foi-me mostrado que vossa influência para o bem é grandemente diminuída por julgardes vosso dever exprimir vossas


ME1 - Pag. 177  

idéias sobre certos pontos que vós mesmos não compreendeis plenamente, e os quais, com todos os vossos esforços, não podeis fazer outros compreenderem. Foi-me mostrado que não era necessário achardes que deveis demorar nesses pontos. Algumas de vossas idéias são corretas, outras incorretas e errôneas.

Se vos detivésseis em assuntos como a boa vontade de Cristo para perdoar pecados, receber o pecador, salvar o que está perdido, assuntos que inspiram esperança e coragem, seríeis uma bênção. Mas enquanto vos esforçardes por ser original e mantiverdes pontos de vista tão extremados, e usardes linguagem tão forte, há perigo de causardes muito dano. Alguns vos podem apreender o pensamento e parecer beneficiar-se, mas quando tentados e vencidos, perdem a coragem para combater o bom combate da fé.

Se vos demorardes menos nessas idéias, que vos parecem tão importantes, e refreardes vossas expressões extravagantes, tereis, vós mesmos, mais fé. Vi que vosso espírito se achava por vezes desequilibrado pelo tentar com muito afinco estudar a fundo e explicar o mistério da piedade, que se conserva da mesma maneira um mistério tão grande depois de vosso estudo e explicação, como o era antes.

Diferentes Modalidades na Conversão

Conduzi o povo a olhar a Jesus como sua única esperança e ajudador; deixai-Lhe margem para operar na mente, falar à alma e impressionar o entendimento. Não vos é essencial saber e dizer a outros todos os porquês e os para quês quanto ao que constitui o novo coração, ou quanto à atitude que eles podem e precisam atingir de modo a nunca pecar. Não tendes tal obra a fazer.

Não são todos constituídos da mesma maneira. Não são iguais todas as conversões. Jesus impressiona o coração, e o pecador nasce de novo para novidade de vida. Muitas almas têm sido atraídas a Cristo sem que houvesse nenhuma violenta convicção, dilacerar de coração, nenhum remorso aterrador. Olharam a um Salvador erguido, e viveram. Viram a necessidade da alma, viram a suficiência do Salvador e Seus


ME1 - Pag. 178  

reclamos, ouviram-Lhe a voz dizendo: "Segue-Me", e levantaram-se e seguiram-no. Esta conversão foi genuína, e a vida religiosa foi tão decidida como a de outros que sofreram todas as agonias de um processo violento.

Nossos pastores precisam deixar de demorar-se em suas idéias peculiares com o sentimento: "Precisais ver este ponto como eu vejo, do contrário não vos podeis salvar." Afastai tal egoísmo. A grande obra a fazer em todo caso é ganhar almas para Cristo. Os homens precisam ver a Jesus na cruz, devem olhar e viver. Não é de vossas idéias que eles se devem alimentar, mas da carne e do sangue do Filho de Deus. Diz Ele: "Minha carne verdadeiramente é comida." João 6:55. "As palavras que Eu vos disse são espírito e vida." João 6:63.

Dar Oportunidade a Cristo Para Operar

A alma que aceita a Jesus coloca-se sob o cuidado do grande Médico, e acautelem-se os homens da maneira por que se interpõem entre o doente e o Médico que discerne todas as necessidades da alma. Cristo, o médico da alma, compreende-lhes os defeitos e enfermidades, e sabe a maneira de curar a aquisição de Seu próprio sangue. Aquilo de que a alma necessita, Ele melhor que ninguém o pode suprir. Mas os homens são tão oficiosos, querem fazer tanto, que vão longe demais, não deixando a Cristo margem para operar.

Sejam quais forem o moldar e afeiçoar necessários à alma, Cristo os pode fazer melhor. Talvez a convicção não seja profunda, mas se o pecador chegar a Cristo, vendo-O na cruz, o justo morrendo pelo injusto, essa visão derribará todas as barreiras. Cristo empreendeu a obra de salvar a todos quantos confiam nEle para a salvação. Vê as ofensas que precisam ser endireitadas, os males que precisam ser reprimidos. Veio buscar e salvar aquilo que se havia perdido. "O que vem a Mim", diz Ele, "de maneira nenhuma o lançarei fora." João 6:37.

Mediante a bondade e a misericórdia de Cristo deve o pecador ser restaurado ao favor divino. Deus em Cristo está rogando diariamente aos homens que se reconciliem com Ele. De braços estendidos, está pronto a receber e dar as boas-vindas, não somente aos pecadores, mas aos pródigos. O amor por Ele manifestado mesmo quando moribundo, no Calvário, é a


ME1 - Pag. 179  

garantia do pecador quanto a sua aceitação, paz e amor. Ensinai estas coisas pela maneira mais simples, para que a alma obscurecida pelo pecado veja a luz brilhando da cruz do Calvário.

Satanás está operando por muitas formas, para que os próprios homens que devem pregar a mensagem se ocupem com teorias finamente elaboradas que ele fará com que pareçam de magnitude e importância tais que ocupem de todo a mente; e se bem que eles pensem estar dando passos maravilhosos na experiência, estão idolatrando umas poucas idéias, e sua influência é prejudicada, e pouco afeta em prol do Senhor.

Esforce-se todo pastor diligentemente para verificar o pensamento de Cristo. A não ser que vosso espírito fique mais equilibrado com relação a certas coisas, vosso procedimento vos há de separar da obra, e não sabereis em que tropeçais. Avançareis idéias que melhor vos seria nunca havê-las originado.

Alguns há que apanham da Palavra de Deus e também dos Testemunhos parágrafos ou sentenças destacados que podem ser interpretados de maneira a se ajustarem a suas idéias, e nelas se detêm, e apóiam-se em suas próprias posições, quando Deus não os está dirigindo. Aí está o vosso perigo.

Tomais passagens dos Testemunhos que falam do fim do tempo da graça, da sacudidura do povo de Deus, e falais da saída dentre esse povo de um outro povo mais puro, santo, que surgirá. Ora, tudo isso agrada ao inimigo. Não devemos adotar, desnecessariamente, um procedimento que origine divergências ou suscite dissensões. Não devemos dar a impressão de que se nossas idéias particulares não forem seguidas, é porque os pastores estão falhando na compreensão e na fé, e estão andando em trevas.

Vossa mente tem estado em tensão fora do natural por longo tempo. Tendes muita verdade, verdade preciosa, mas misturada com suposições. Vossas idéias extremadas e a forte linguagem destroem muitas vezes o efeito de vossos melhores esforços. Aceitassem muitos os pontos de vista que avançais, e falassem e agissem baseados nisso, e veríamos uma das maiores exibições de fanatismo jamais testemunhadas entre os adventistas do sétimo dia. Isto é o que Satanás quer.


ME1 - Pag. 180  

Deixar em Paz os Mistérios

Ora, há nas lições de Cristo abundância de assuntos sobre que podeis falar. E os mistérios que nem vós nem vossos ouvintes podeis compreender ou explicar, melhor seria deixar em paz. Dai ao próprio Senhor Jesus Cristo margem para ensinar; permiti que Ele, pela influência de Seu Espírito, abra ao entendimento o maravilhoso plano da salvação.

Há um tempo de angústia a sobrevir ao povo de Deus, mas não devemos manter isto constantemente diante dele, e incitá-lo para ter um tempo de angústia antecipado. Haverá uma sacudidura entre o povo de Deus, mas isto não é a verdade presente a ser levada às igrejas. ...

Os pastores não devem julgar que possuem algumas maravilhosas idéias avançadas, e que a menos que todos as recebam, serão lançados fora e surgirá um povo para ir avante e acima à vitória. Alguns dos que estão resistindo aos próprios princípios da mensagem que Deus mandou para este tempo, apresentam exatamente casos como vós. Apontam a vossos pontos de vista e ensinos extremados como desculpa à sua negligência em receber as mensagens do Senhor.

O objetivo de Satanás é tão certamente conseguido quando homens correm adiante de Cristo e fazem a obra que Ele nunca lhes confiou, como quando permanecem no estado laodiceano, mornos, sentindo-se enriquecidos e aumentados em bens, não tendo necessidade de nada. Ambas as classes são igualmente pedras de tropeço.

Alguns membros zelosos que miram a originalidade e estão empregando ao máximo toda energia para consegui-la, têm cometido erro grave em buscar conseguir algo de sensacional, maravilhoso, fascinante perante o povo, alguma coisa que julguem que os outros não compreendem; não sabem, porém, eles próprios, do que estão falando. Especulam com a Palavra de Deus, adiantando idéias que não constituem um mínimo de auxílio para eles mesmos ou as igrejas. Pelo momento, podem estimular a imaginação, mas há uma reação, e essas próprias idéias se tornam um obstáculo. A fé é confundida com a fantasia, e seus pontos de vista podem inclinar o espírito numa direção errônea.


ME1 - Pag. 181  

Sejam as positivas, simples declarações da Palavra de Deus alimento para o espírito; esta especulação acerca de idéias que não são claramente aí apresentadas, é coisa perigosa.

Sois naturalmente combativo. Não vos importais se tendes harmonia com vossos irmãos, ou não tendes. Gostaríeis de entrar em debates, gostaríeis de combater por vossas idéias particulares; deveis, porém, deixar isto de lado, pois essas coisas não estão desenvolvendo as graças cristãs. Trabalhai com todas as forças para atender a oração de Cristo, para que seus discípulos sejam um assim como Ele é um com o Pai.

Alma alguma dentre nós está em segurança a menos que aprendamos diariamente de Jesus, Sua mansidão, Sua humildade de coração. Quando fordes a qualquer lugar em trabalho, não sejais ditatorial, não sejais severo, nem antagônico. Pregai o amor de Cristo, e isto abrandará e vencerá corações. Buscai ser de um mesmo espírito e de um só parecer, chegando-vos mais a vossos irmãos em harmonia, e falando uma mesma coisa.

Não Falar de Divisões

Essas conversas acerca de divisões porque não têm todos as mesmas idéias que se apresentam à vossa mente, não é obra de Deus, mas do inimigo. Conversai sobre as verdades simples em torno das quais podeis concordar. Falai de unidade; não vos torneis estreitos e de espírito preconcebido; alargai vosso espírito.

Cristo não pesa o caráter em balanças de juízo humano. Ele diz: "E Eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a Mim." João 12:32. Toda alma que corresponde a essa atração se desviará da iniqüidade. Cristo é capaz de salvar perfeitamente todos quantos vão ter com Ele. Aquele que vai a Jesus está pondo o pé numa escada que alcança da Terra ao Céu. Ensinai isto pela pena, pela palavra - que Deus Se encontra no topo da escada; os brilhantes raios de Sua glória estão iluminando cada degrau da escada. Ele contempla benignamente a todos os que estão penosamente subindo, a fim de mandar-lhes auxílio, auxílio divino, quando a mão parece afrouxar e vacilarem os pés. Sim, dizei-o, dizei-o em palavras que enterneçam o coração, para que ninguém que suba perseverantemente a escada deixe de entrar no reino eterno de nosso Senhor e


ME1 - Pag. 182  

Salvador Jesus Cristo; os que crerem em Cristo nunca perecerão, nem ninguém os arrancará de Sua mão.

Dizei ao povo em linguagem clara e cheia de esperança, como podem escapar à herança de vergonha - nossa merecida porção. Por amor de Cristo, porém, não apresenteis perante eles idéias que os desanimem, que façam parecer demasiado difícil o caminho do Céu. Guardai todas essas excessivamente elaboradas idéias para vós mesmos.

Conquanto precisemos muitas vezes impressionar o espírito com o fato de que a vida cristã é uma vida de lutas, de que precisamos vigiar e orar e labutar, de que há perigo para a alma em afrouxar a vigilância espiritual por um momento, o assunto deve ser a inteireza da salvação a nós oferecida por Jesus que nos ama e Se deu a Si mesmo para que não pereçamos mas tenhamos a vida eterna.

Podemos andar dia a dia com Deus, dia a dia seguindo avante em conhecer o Senhor, entrando no santíssimo pelo sangue de Jesus, lançando mão da esperança que nos é proposta. Se havemos de alcançar o Céu, terá de ser ligando a alma ao Mediador, tornando-nos participantes da natureza divina. Descansando em Cristo, escondendo a vida com Cristo em Deus e sendo guiados por Seu Espírito, tereis a fé genuína.

Crendo plenamente na eficácia de Seu sacrifício expiatório, seremos cooperadores de Deus. Confiando em Seus méritos, devemos operar nossa salvação com temor e tremor; pois é Deus que opera em nós tanto o querer como o efetuar segundo a Sua boa vontade. Conservando-nos sempre seguros a Cristo, estamos chegando mais e mais perto de Deus. Jesus deseja que conservemos isto sempre em destaque. Não desperteis vosso espírito combativo; a sabedoria que vem do alto é, primeiramente, pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos. ...

Harmonizar-se com os Irmãos

Não penseis que deveis salientar toda idéia que vossa imaginação concebe. Disse Jesus a Seus discípulos: "Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora." João 16:12. Quanto mais devemos nós, constantemente sujeitos a


ME1 - Pag. 183  

errar, acautelar-nos de recomendar insistentemente a outros aquilo que eles não estão preparados para receber. Olhando constantemente a Jesus, refreai vossas expressões fortes, extravagantes. Mas ao passo que vos deveis acautelar quanto a vossas palavras e idéias, não é necessário que vossos labores cessem inteiramente. Buscai estar em harmonia com vossos irmãos, e haverá abundância de serviço para vós na vinha do Senhor. Exaltai, porém, a Cristo, não às vossas idéias e pontos de vista. Revesti-vos da armadura, e mantende-vos passo a passo, ombro a ombro, com os obreiros de Deus; esforçai-vos na batalha contra o inimigo. Escondei-vos em Jesus. Demorai nas singelas lições de Cristo, alimentai o rebanho de Deus, e ficareis firme, estabelecido, fortalecido; trabalhareis para edificação de outros na santíssima fé.

Se diferis de vossos irmãos quanto à compreensão da graça de Cristo e às maneiras de operar de Seu Espírito, não deveis tornar preeminentes essas diferenças. Vós vedes as coisas de um ângulo; outro, igualmente consagrado a Deus, olha o mesmo assunto sob aspecto diverso, e fala das coisas que fazem a mais profunda impressão em seu espírito; outro, vendo-o ainda de um outro ponto de vista, apresenta novo aspecto; e quão impensado é entrar em contenda por essas coisas, quando não há realmente nada sobre que contender! Que Deus opere no espírito e impressione o coração.

O Senhor trabalha constantemente para abrir o entendimento, avivar as percepções, para que o homem tenha o devido senso do pecado e dos reclamos de vasto alcance da lei de Deus. O homem não convertido pensa em Deus como sendo duro, severo, e mesmo vingativo; Sua presença é julgada uma constante restrição, Seu caráter, uma expressão de "não farás". Seu serviço é considerado como sombrio e cheio de duras exigências. Quando, porém, Jesus é visto sobre a cruz, como o dom de Deus porque Ele amava os homens, abrem-se os olhos para ver as coisas sob novo aspecto. Deus, tal como Se revela em Cristo, não é um juiz severo, um tirano vingativo, mas Pai misericordioso e amante.

Ao vermos Jesus morrendo sobre a cruz para salvar o homem perdido, o coração ecoa as palavras de João: "Vede quão grande caridade nos tem concedido o Pai: que fôssemos


ME1 - Pag. 184  

chamados filhos de Deus. Por isso o mundo nos não conhece; porque O não conhece a Ele." I João 3:1. Coisa alguma distingue mais decididamente o cristão do homem mundano do que sua estimativa de Deus.

Alguns obreiros na causa de Deus têm sido muito prontos a lançar acusações contra os pecadores; a graça e o amor do Pai ao dar Seu Filho para morrer pela raça pecadora, têm sido deixados para trás. O pregador necessita da graça de Cristo em sua própria alma, a fim de fazer conhecer ao pecador o que é realmente Deus - um Pai aguardando com anelante amor receber o pródigo de volta, não lhe atirando acusações com ira, mas preparando uma festa de alegria para dar-lhe as boas-vindas. (Sof. 3:14-17.)

Quem dera que pudéssemos, todos, aprender o modo do Senhor no ganhar almas para Cristo! Devemos aprender e ensinar as preciosas lições à luz que irradia do sacrifício feito na cruz do Calvário. Não há senão um caminho que afasta da ruína, e ascende continuamente, a fé que se estende sem cessar para além das trevas penetrando a luz, até repousar no trono de Deus. Todos quantos aprenderam esta lição aceitaram a luz que veio ao seu entendimento. Para eles esse caminho em ascensão não é uma passagem escura, incerta; não é o caminho de mentes finitas nem uma senda aberta por projeto humano, um caminho em que se exige taxa de todo viajante.

Não podeis obter entrada por penitências nem quaisquer obras que possais fazer. Não, o próprio Deus tem a honra de prover o caminho, e este é tão completo, tão perfeito, que o homem não pode, por quaisquer obras que possa fazer, acrescentar-lhe a perfeição. É suficientemente amplo para receber o maior pecador, se se arrepende, e é tão estreito, tão santo, eleva-se tão alto, que o pecador ali não pode ter entrada.

Quando Deus é visto tal como é, a bendita verdade resplandece com nova e mais brilhante luz. Aquilo que mantinha a mente em perplexidade é aclarado pelos brilhantes raios do Sol da Justiça. E ainda há muitas coisas que não compreenderemos; temos, porém, a bendita certeza de que o que não sabemos agora, havemos de saber no além. Carta 15a, 1890.

<< Capítulo Anterior Próximo Capítulo >>