Livro - No Deserto da Tentação | Ellen G. White Books

No Deserto da Tentação

CAPÍTULO 29

Desenvolvimento do Caráter

DT - Pag. 112  

dessa classe mencionada. Eles recusaram o conhecimento de Cristo como Filho de Deus e não têm mais reverência pelo Pai eterno, do que por Seu Filho, Jesus Cristo. Não têm o Filho nem o Pai. E como seu grande líder, o chefe dos rebeldes, estão em rebelião contra a lei de Deus e menosprezam o sangue de Cristo.

Podemos regozijar-nos em todas as condições da vida e triunfar sob qualquer circunstância, porque o Filho de Deus desceu do Céu e Se submeteu a arcar com as nossas enfermidades e a suportar o sacrifício e a morte a fim de dar-nos a vida imortal. Levará para sempre as marcas de Sua humilhação terrestre em favor do homem. Enquanto a multidão de redimidos e de anjos imaculados vão honrá-Lo e adorá-Lo, Ele levará as marcas de alguém que foi morto. Quanto mais plenamente apreciamos o sacrifício infinito feito em nosso favor pelo Salvador, para expiação do pecado, mais nos aproximamos da harmonia com o Céu.

Desenvolvimento do Caráter

Temos aqui um caráter a formar. Deus nos testará e nos provará, colocando-nos em posições nas quais possamos desenvolver a mais persistente força, pureza e nobreza de alma, com perfeita paciência de nossa parte, e inteira confiança no Salvador crucificado. Encontraremos reveses, aflições e provas severas, mas isto são provações de Deus. Ele Se assentará como refinador e purificador de prata e purgará Seu povo como ouro e prata, para


DT - Pag. 113  

que possa oferecer ao Senhor uma oferta de justiça.

A cruz de Cristo está toda coberta de vergonha e estigma, contudo é a esperança de vida e exaltação do homem. Ninguém pode compreender o mistério da piedade enquanto se envergonha de suportar a cruz de Cristo. Ninguém estará habilitado a discernir e apreciar as bênçãos que Cristo comprou para o homem, ao preço infinito de Si mesmo, a menos que esteja disposto a sacrificar alegremente os tesouros terrestres, a fim de tornar-se Seu seguidor. Cada renúncia própria e sacrifício feito por Cristo enriquece o doador, e todo sofrimento e opróbrio suportado por Seu querido nome aumentará o regozijo final e a recompensa imortal no reino da glória.

<< Capítulo Anterior