Livro - Conselhos Sobre o Regime Alimentar | Ellen G. White Books

Conselhos Sobre o Regime Alimentar

CAPÍTULO 3

A Reforma de Saúde e a Mensagem do Terceiro Anjo

CRA - Pag. 69  

É o que é a Mão Para o Corpo

Em 10 de dezembro de 1871 foi-me mostrado novamente que a reforma de saúde é um ramo da grande obra que deve preparar um povo para a vinda do Senhor. Ela se acha tão ligada à terceira mensagem angélica, como as mãos o estão com o corpo. A lei dos Dez Mandamentos tem sido levemente considerada pelo homem; o Senhor, porém, não viria castigar os transgressores daquela lei sem lhes enviar primeiro uma mensagem de advertência. O terceiro anjo proclama essa mensagem. Houvesse o homem sido sempre obediente à lei dos Dez Mandamentos, cumprindo em sua vida os princípios desses preceitos, e não haveria o flagelo de doenças que hoje inundam o mundo.

Preparar um Povo

Os homens e as mulheres não podem violar a lei natural mediante a satisfação de apetites pervertidos e de concupiscentes paixões, sem que transgridam a lei de Deus. Portanto, Ele permitiu que brilhasse sobre nós a luz da reforma de saúde, para que vejamos nosso pecado em violar as leis por Ele estabelecidas em nosso ser. Todo o nosso bem-estar ou sofrimento pode ser atribuído, em sua origem, à obediência ou transgressão no que respeita à lei natural. Nosso benigno Pai celestial vê a deplorável condição dos homens que, alguns com conhecimento mas muitos ignorantemente, estão vivendo em violação das leis por Ele estabelecidas. E movido de amor e piedade para com a humanidade, faz com que incida a luz sobre a reforma de saúde. Ele publica Sua lei e a pena que acompanhará a transgressão da mesma, a fim de que todos saibam, e sejam cuidadosos em viver em harmonia com a lei natural. O Senhor proclama tão distintamente Sua lei, e torna-a tão preeminente, que é como uma cidade edificada sobre um monte. Todos os seres responsáveis a podem compreender, se o quiserem. Os idiotas não são responsáveis. Tornar patente a lei natural e insistir em que se lhe obedeça, eis a obra que acompanha a terceira mensagem angélica, a fim de preparar um povo para a vinda do Senhor.


CRA - Pag. 70  

Derrota de Adão - Vitória de Cristo

Adão e Eva caíram pela intemperança do apetite. Cristo veio e resistiu à mais feroz tentação de Satanás, e, em favor da raça, venceu o apetite, mostrando que o homem pode vencer. Como Adão caiu pelo apetite, perdendo o abençoado Éden, os filhos de Adão podem, por intermédio de Cristo, vencer o apetite, e mediante a temperança em tudo reconquistar o Éden.

Auxílio no Discernimento da Verdade

A ignorância agora não é desculpa para a transgressão da lei. A luz brilha claramente, e ninguém precisa ficar na ignorância, pois o próprio grande Deus é o instrutor do homem. Todos estão ligados a Deus pela mais sagrada obrigação de atender à saudável filosofia e genuína experiência que Ele lhes está dando agora em referência à reforma de saúde. É Seu desígnio que o grande assunto da reforma de saúde seja agitado, e a mente do público profundamente estimulada a pesquisar; pois é impossível a homens e mulheres, com todos os seus hábitos pecaminosos, destruidores da saúde e enervadores do cérebro, discernir a sagrada verdade, pela qual são santificados, refinados, elevados e tornados aptos para a associação com os anjos celestiais no reino da glória. ...

Santificado ou Punido

O apóstolo Paulo exorta a igreja: "Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional." Rom. 12:1. Podem os homens, portanto, tornar impuro o seu corpo, por pecaminosas condescendências. Não santificados, estão inaptos para ser adoradores espirituais, e não são dignos do Céu. Se o homem abraçar a luz que em misericórdia Deus lhe dá com respeito à reforma de saúde, ele pode ser santificado pela verdade, e habilitado para a imortalidade. Mas se despreza essa luz e vive em violação à lei natural, terá de pagar a penalidade. Testimonies, vol. 3, págs. 161 e 162.

A Obra Típica de Elias e de João

Por anos tem o Senhor estado a chamar a atenção do Seu povo para a reforma de saúde. Este é um dos grandes ramos da obra de preparação para a vinda do Filho do homem.


CRA - Pag. 71  

João Batista saiu no espírito e virtude de Elias, a fim de preparar o caminho do Senhor, e fazer voltar o povo à sabedoria do justo. Era ele um representante dos que vivem nos últimos dias, a quem Deus tem confiado sagradas verdades para serem apresentadas perante o povo, a fim de ser preparado o caminho para a segunda vinda de Cristo. João era um reformador. O anjo Gabriel, vindo do Céu, deu instruções sobre reforma de saúde aos pais de João. Disse que ele não devia beber vinho nem bebida forte, e que seria cheio do Espírito Santo desde o seu nascimento.

João separou-se dos amigos e ostentações da vida. A simplicidade de seu vestuário, feito de pêlos de camelo, era uma permanente reprovação à extravagância e exibição dos sacerdotes judeus, bem como do povo em geral. Seu regime, puramente vegetariano, composto de alfarrobas e mel silvestre, era uma reprovação à condescendência para com o apetite e a glutonaria predominante em toda parte. O profeta Malaquias declara: "Eis que Eu vos envio o profeta Elias, antes que venha o dia grande e terrível do Senhor; e converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração do filhos a seus pais." Mal. 4:5 e 6. Aqui o profeta descreve o caráter da obra. Os que devem preparar o caminho para a segunda vinda de Cristo, são representados pelo fiel Elias, assim como João veio no espírito de Elias, a fim de preparar o caminho para o primeiro advento de Cristo.

O grande assunto da reforma deve ser agitado, e a mente do público deve ser estimulada. Temperança em todas as coisas deve estar associada com a mensagem, a fim de fazer voltar o povo de Deus de sua idolatria, glutonaria e extravagância no vestir e em outras coisas.

Um Contraste

A abnegação, humildade e temperança requeridas dos justos, a quem Deus de maneira especial guia e abençoa, deve ser apresentada em contraste com os hábitos extravagantes e destruidores da saúde dos que vivem neste século degenerado. Deus tem mostrado que a reforma de saúde está intimamente relacionada com a mensagem do terceiro anjo como a mão está com o corpo.


CRA - Pag. 72  

Não se encontra em parte alguma tão grande causa da degenerescência física e moral como a negligência deste importante assunto. Os que cedem ao apetite e à paixão, e fecham os olhos à luz por temor de que irão enxergar pecaminosas condescendências que não estão dispostos a deixar, são culpados perante Deus.

Quem num caso vira as costas à luz endurece o coração para desconsiderar a luz em outros casos. Quem viola obrigações morais em questões de alimentação e vestuário, prepara o caminho para a violação das exigências de Deus com respeito a interesses eternos. ...

O povo a quem Deus está dirigindo será um povo peculiar. Não se assemelhará ao mundo. Mas se seguirem as indicações de Deus, cumprirão o Seu propósito, e submeterão sua vontade à vontade dele. Cristo habitará em seu coração. O templo de Deus será santo. Vosso corpo, diz o apóstolo, é o templo do Espírito Santo.

Deus não requer de Seus filhos que se privem com prejuízo da força física. Requer deles que obedeçam à lei natural, a fim de ser preservada a saúde física. O caminho da Natureza é a estrada que Ele traça, e é ampla bastante para todo cristão. Deus, com mão pródiga, proveu-nos com ricas e variadas beneficências, para nosso sustento e deleite. Mas para que possamos desfrutar o apetite natural, que preservará a saúde e prolongará a vida, Ele coloca restrições ao apetite. Diz Ele: Cuidado; restrinja, negue o apetite antinatural. Se criamos um apetite pervertido, violamos as leis de nosso ser, e assumimos a responsabilidade do abuso de nosso corpo e de acarretar enfermidade sobre nós próprios. Testimonies, vol. 3, págs. 61-64.

O Lugar da Reforma de Saúde

A indiferença com que os livros de saúde têm sido tratados por muitos é uma ofensa a Deus. Separar a obra de saúde do grande corpo da obra não faz parte de Seus planos. A verdade presente repousa na obra da reforma de saúde tanto quanto nos outros aspectos da obra do evangelho. Nenhum ramo, quando separado dos outros, pode ser um todo perfeito.


CRA - Pag. 73  

O evangelho da saúde tem hábeis advogados, mas sua tarefa tem sido dificultada porque muitos pastores, presidentes de campo e outros em posições de influência, têm deixado de dar à questão da reforma de saúde a atenção que lhe é devida. Eles não têm reconhecido nela sua relação para com a obra da mensagem como o braço direito do corpo. Enquanto pouquíssima consideração tem sido mostrada a este departamento por muitos do povo, e por alguns do ministério, o Senhor tem mostrado por ela Sua consideração dando-lhe abundante prosperidade.

Quando devidamente conduzida, a obra de saúde é uma cunha de penetração, abrindo caminho para que outras verdades alcancem o coração. Quando a mensagem do terceiro anjo for recebida em sua plenitude, a reforma de saúde terá o seu lugar nos concílios dos campos, no trabalho da igreja, no lar, à mesa e em todos os arranjos do lar. Então o braço direito terá utilidade e protegerá o corpo.

Mas conquanto a obra de saúde tenha o seu lugar na proclamação da mensagem do terceiro anjo, seus advogados não devem de maneira nenhuma procurar que ela tome o lugar da mensagem. Testimonies, vol. 6, pág. 327.

Necessidade de Domínio Próprio

Um dos mais deploráveis efeitos da apostasia original, foi a perda do poder de domínio próprio, por parte do homem. Unicamente à medida que esse poder é reconquistado, pode haver real progresso.

O corpo é o único agente pelo qual a mente e a alma se desenvolvem para a edificação do caráter. Daí o adversário das pessoas dirigir suas tentações para o enfraquecimento e degradação das faculdades físicas. Seu êxito neste ponto importa na entrega de todo o corpo ao mal. As tendências de nossa natureza física, a menos que estejam sob o domínio de um poder mais alto, hão de operar por certo ruína e morte.

O corpo tem de ser posto em sujeição. As mais elevadas faculdades do ser devem dominar. As paixões devem ser regidas pela vontade, e esta deve, por sua vez, achar-se sob a direção de Deus. A régia faculdade da razão, santificada pela graça divina, deve ter o domínio em nossa vida.


CRA - Pag. 74  

As exigências de Deus devem impressionar a consciência. Homens e mulheres precisam ser despertados para o dever do império de si mesmos, para a necessidade da pureza, a liberdade de todo apetite aviltante e todo hábito contaminador. Precisam ser impressionados com o fato de que todas as suas faculdades de mente e corpo, são dons de Deus, e destinam-se a ser preservadas nas melhores condições possíveis, para Seu serviço. A Ciência do Bom Viver, págs. 129 e 130.

Pastores e Povo Devem Agir em Harmonia

Uma importante parte da obra do ministério é apresentar fielmente ao povo a reforma de saúde, em sua relação com a mensagem do terceiro anjo, como parte e parcela da mesma obra. Não devem deixar de adotá-la eles mesmos, e devem apresentá-la insistentemente aos que professam crer na verdade. Testimonies, vol. 1, págs. 469 e 470.

A reforma de saúde, foi-me mostrado, é parte da mensagem do terceiro anjo, e está com ela tão intimamente relacionada como o estão o braço e a mão em relação ao corpo humano. Vi que nós como um povo precisamos progredir nesta grande obra. Pastores e povo devem agir em harmonia. O povo de Deus não está preparado para o alto clamor do terceiro anjo. Eles têm uma obra a fazer por si mesmos, a qual não devem deixar para que Deus faça por eles. Ele deixou esta obra para que eles a façam. É um trabalho individual; uma pessoa não pode fazê-lo para outra. Testimonies, vol. 1, pág. 486.

Parte da Mensagem, mas não a Mensagem Toda

A reforma de saúde está intimamente relacionada com a mensagem do terceiro anjo, mas ela não é a mensagem. Nossos pregadores devem ensinar reforma de saúde, mas não devem fazer disto o tema predominante em lugar da mensagem. Seu lugar é entre aqueles assuntos que promovem a obra de preparação para enfrentar os acontecimentos previstos pela mensagem; entre esses ela é preeminente. Devemos sustentar toda reforma com zelo, mas devemos evitar a impressão de que somos vacilantes e sujeitos ao fanatismo. Testimonies, vol. 1, pág. 559.


CRA - Pag. 75  

A reforma de saúde está tão intimamente relacionada com a mensagem do terceiro anjo, como o braço está para com o corpo; mas o braço não pode tomar o lugar do corpo. A proclamação da mensagem do terceiro anjo, os mandamentos de Deus e o testemunho de Jesus, eis o fardo de nossa obra. A mensagem deve ser proclamada em alta voz e deve ir a todo o mundo. A apresentação dos princípios de saúde deve estar unida a esta mensagem, mas não deve de maneira nenhuma ficar independente dela, ou tomar de alguma forma o seu lugar. Carta 57, 1896.

Relação Para com as Instituições Médicas

Os hospitais que se estabelecem devem estar íntima e inseparavelmente vinculados com o evangelho. O Senhor deu a instrução que o evangelho deve ser promovido; e o evangelho inclui a reforma de saúde em todas as suas fases. Nossa obra deve iluminar o mundo, pois este está cego aos movimentos que estão acontecendo, preparando o caminho para as pragas que Deus permitirá venham sobre o mundo. Os fiéis vigias de Deus devem dar a advertência. ...

A reforma de saúde deve salientar-se mais preeminentemente na proclamação da mensagem do terceiro anjo. Os princípios da reforma de saúde encontram-se na Palavra de Deus. O evangelho da saúde deve estar firmemente associado com o ministério da Palavra. É desígnio do Senhor que a influência restauradora da reforma de saúde seja uma parte do último grande esforço para proclamar a mensagem evangélica.

Nossos médicos devem ser obreiros de Deus. Devem ser homens cujas faculdades tenham sido santificadas e transformadas pela graça de Cristo. Sua influência deve estar entretecida com a verdade que se deve dar ao mundo. Em perfeita e completa união com o ministério do evangelho, a obra de reforma de saúde revelará seu divino poder, Sob a influência do evangelho, grandes reformas serão feitas pela obra médico-missionária. Mas separai do evangelho a obra médico-missionária, e a obra ficará mutilada. Manuscrito 23, 1901.


CRA - Pag. 76  

Nossos hospitais e nossas igrejas podem alcançar norma mais elevada e mais santa. A reforma de saúde deve ser ensinada e praticada por nosso povo. O Senhor está chamando para um reavivamento dos princípios da reforma de saúde. Os adventistas do sétimo dia têm uma obra especial a fazer como mensageiros que devem trabalhar pela mente e corpo dos homens.

Cristo disse de Seus discípulos: "Vós sois a luz do mundo." Mat. 5:14. Nós somos o povo de Deus assim denominado, para proclamar as verdades de origem celestial. A obra mais solene, mais sagrada, já entregue aos mortais, é a proclamação da primeira, segunda e terceira mensagens angélicas ao mundo. Em nossas grandes cidades deve haver instituições de saúde que cuidem dos enfermos e ensinem os grandes princípios da reforma de saúde. Carta 146, 1909.

Cunha de Penetração

Tenho sido instruída que não devemos demorar em fazer a obra que necessita ser feita no setor da reforma de saúde. Por intermédio desta obra devemos alcançar as pessoas nos caminhos e valados. Carta 203, 1905.

Na providência do Senhor posso ver que a obra médico-missionária deve ser uma grande cunha de penetração, por meio da qual a pessoa enferma pode ser alcançada. Conselhos Sobre Saúde, pág. 535.

Remove Preconceito e Aumenta a Influência

Muito do preconceito que impede a verdade do terceiro anjo de alcançar o coração do povo podia ser removido, se mais atenção fosse dada à reforma de saúde. Quando o povo se torna interessado neste assunto, o caminho fica muitas vezes preparado para a entrada de outras verdades. Se virem que somos inteligentes com relação à saúde, estarão mais prontos a crer que somos corretos também em doutrinas bíblicas.

Este ramo da obra do Senhor não tem recebido a devida atenção, e por causa desta negligência muito se tem perdido. Se a igreja manifestasse maior interesse nas reformas pelas quais


CRA - Pag. 77  

o próprio Deus está procurando prepará-los para a Sua vinda, sua influência seria muito maior do que é agora. Deus tem falado ao Seu povo, e deseja que ouçam e obedeçam a Sua voz. Embora a reforma de saúde não seja a terceira mensagem angélica, está com ela intimamente relacionada. Os que proclamam a mensagem devem ensinar também a reforma de saúde. É um assunto que precisamos compreender, a fim de estarmos preparados para os eventos que estão bem perto de nós, e ela deve ter um lugar de evidência. Satanás e seus instrumentos estão procurando embaraçar esta obra de reforma, e tudo farão para perturbar e sobrecarregar os que sinceramente nela se empenham. Todavia ninguém precisa ficar desencorajado quanto a isto, ou por causa disto cessar seus esforços. O profeta Isaías assim fala de uma característica de Cristo: "Não faltará, nem será quebrantado, até que ponha na Terra o juízo." Isa. 42:4. Portanto, não falemos de fracasso nem de desencorajamento, nós os Seus seguidores, mas lembremos o preço pago para que o homem ficasse livre e não perecesse, mas tivesse a vida eterna. Christian Temperance and Bible Hygiene, págs. 121 e 122.

A obra da reforma de saúde é o meio empregado pelo Senhor para diminuir o sofrimento de nosso mundo, e para purificar Sua igreja. Ensinai ao povo que eles podem desempenhar o papel da mão ajudadora de Deus, mediante sua cooperação com o Obreiro-Mestre na restauração da saúde física e espiritual. Esta obra traz o selo divino, e há de abrir portas para a entrada de outras verdades preciosas. Há lugar para trabalharem todos quantos efetuarem esta obra inteligentemente. Testimonies, vol. 9, págs. 112 e 113.

<< Capítulo Anterior Próximo Capítulo >>