Livro - Beneficência Social | Ellen G. White Books

Beneficência Social

CAPÍTULO 9

Tipos de Trabalho Evangelístico Entre os Vizinhos

BS - Pag. 71  

IV. Evangelismo Entre os Vizinhos

Devem os membros da igreja fazer trabalho evangelístico nos lares de seus vizinhos que não tenham recebido ainda plena evidência da verdade para este tempo. A apresentação da verdade em amor e simpatia, de casa em casa, está em harmonia com a instrução que Cristo deu a Seus discípulos quando os enviou em sua primeira viagem missionária. Muitos poderão ser alcançados mediante cânticos de louvores a Deus, orações humildes e sinceras, a simples apresentação da verdade bíblica no círculo da família. Os obreiros divinos estarão presentes para enviar convicção aos corações. "Eis que estou convosco sempre", é Sua promessa. Com a certeza da permanente presença de um Ajudador assim, podemos trabalhar com esperança, fé e coragem. ...

Meus irmãos e irmãs, dai-vos ao Senhor para o serviço. Não permitais que qualquer oportunidade passe sem ser aproveitada. Visitai os que vivem próximo de vós, e pela simpatia e bondade procurai alcançar-lhes o coração. Visitai os enfermos e sofredores, e neles mostrai bondoso interesse. Se possível, fazei alguma coisa que lhes permita algum conforto. Por este meio podeis alcançar-lhes o coração e falar uma palavra por Cristo. Somente a eternidade revelará quão vasto pode ser o alcance dessa espécie de trabalho.

Review and Herald, 21 de novembro de 1907.

Tipos de Trabalho Evangelístico Entre os Vizinhos

Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos Céus. Mat. 5:16.

Uma Grande Obra a Ser Feita por Nossas Igrejas

Há para ser feita por nossas igrejas uma obra da qual poucos têm alguma idéia. ... Temos que dar de nossos meios para sustentar os obreiros no campo da seara e rejubilarmo-nos pelos molhos colhidos. Embora isto esteja certo, há uma obra, ainda intocada, que deve ser feita. A missão de Cristo era curar os enfermos, encorajar os desesperançados, levantar o desalentado. Esta obra de restauração deve ser promovida entre os necessitados sofredores da humanidade.

Deus reclama não apenas vossa benevolência, mas vossa fisionomia alegre, vossas palavras de esperança, vosso aperto de mão. Aliviai alguns dos aflitos de Deus. Alguns estão enfermos, e a esperança os abandonou. Devolvei-lhes a alegria. Há almas que perderam a coragem; falai com elas; por elas orai. Há os que necessitam do pão da vida. Lede-lhes a Palavra de Deus. Há uma enfermidade da alma que nenhum bálsamo pode alcançar, nenhum remédio curar. Orai por esses e trazei-os a Jesus. E em todo o vosso trabalho esteja Cristo presente para fazer impressões no coração humano. Manuscrito 105, 1898.

Visitar Cada Família e Informar-se de sua Condição Espiritual

Onde quer que uma igreja seja estabelecida, todos os membros devem empenhar-se ativamente em trabalho missionário. Devem visitar cada


BS - Pag. 72  

família nas vizinhanças e informar-se de sua condição espiritual. Se os professos cristãos se empenhassem nesta obra desde o momento em que os seus nomes são postos no livro da igreja, não haveria agora tão disseminada incredulidade, tão profunda iniqüidade, impiedade tão sem paralelo como se observa no mundo presentemente. Se cada membro da igreja tivesse procurado iluminar a outros, milhares e milhares hoje estariam ao lado do povo que guarda os mandamentos de Deus.

E não é somente no mundo que vemos os resultados da negligência da igreja em trabalhar nas fileiras de Cristo. Por esta negligência tem sido levado para dentro da igreja um estado de coisas que tem eclipsado os altos e santos interesses da obra de Deus. Um espírito de criticismo e amargura tem penetrado na igreja, e o discernimento espiritual de muitos tem diminuído. Em virtude disto a causa de Cristo tem sofrido grande perda. As inteligências celestiais têm estado à espera de poder cooperar com os agentes humanos, mas nós não temos discernido sua presença.

É agora alto tempo de nos arrependermos. Todo o povo de Deus deve interessar-se na obra de fazer o bem. Deve unir os corações e as almas num fervente esforço para erguer e esclarecer os seus semelhantes. Testimonies, vol. 6, págs. 296 e 297.

Força-os a Entrar

Há vários anos, durante uma visita ao Sul, enquanto fazia o longo trajeto, eu perguntava algumas vezes quem ocupava os lares por onde passávamos, e soube que em muitas das maiores casas do Sul moravam homens que levavam importantes responsabilidades no cuidado de grandes propriedades. Informando-me melhor, vim a saber que ninguém tinha procurado levar perante esses homens a Palavra da vida.


BS - Pag. 73  

Ninguém fora ter com eles, com a Bíblia na mão, dizendo: "Temos para o senhor alguma coisa preciosa, e desejamos que a ouça." Agora tem sido apresentado perante mim repetidamente que esta é uma espécie de trabalho que precisa ser feito. Devemos sair pelos caminhos e valados e levar ao povo a mensagem da verdade que Cristo nos deu. Devemos forçá-los a entrar. Manuscrito 15, 1909.

Aproveitando os Contatos Para Apresentar a Cristo

Há muitas pessoas a quem a esperança abandonou. Restituí-lhes a luz. Muitos perderam a coragem. Falai-lhes palavras de ânimo. Orai por eles. Há os que necessitam do pão da vida. Lede-lhes da Palavra de Deus. Há muitos enfermos da alma, os quais nenhum bálsamo terrestre pode alcançar nem médico levar cura. Orai por essas almas. Levai-as a Jesus. Dizei-lhes que há Bálsamo e Médico em Gileade. Profetas e Reis, pág. 719.

Trabalhar por Todas as Classes

Há em cada lugar uma obra a ser feita por todas as classes da sociedade. Devemos aproximar-nos dos pobres e viciados, os que caíram pela intemperança. E, ao mesmo tempo, não devemos esquecer as classes altas - advogados, clérigos, legisladores e juízes, muitos dos quais são escravos de hábitos de intemperança. Nenhuma medida deve deixar de ser experimentada para mostrar-lhes serem suas almas dignas de salvação, que a vida eterna é alguma coisa pela qual vale a pena lutar. Testimonies, vol. 7, pág. 58.

Chamado Para Diferentes Setores de Trabalho

O Senhor está convidando o Seu povo a que assuma os diferentes setores de trabalho missionário, que semeie sobre todas as águas. Nós fazemos apenas pequena parte da obra que o Senhor deseja façamos entre nossos


BS - Pag. 74  

vizinhos e amigos. Pela prática da bondade para com os pobres, os enfermos, ou os desamparados, podemos alcançar influência sobre eles, de maneira que a verdade divina consiga acesso aos seus corações. Nenhuma oportunidade assim para serviço devia ficar sem ser aproveitada. Trata-se do mais alto trabalho missionário que podemos fazer. A apresentação da verdade de casa em casa em amor e simpatia está em harmonia com as instruções de Cristo a Seus discípulos quando os enviou em sua primeira viagem missionária. Review and Herald, 6 de junho de 1912.

Ajudar a Humanidade Como Cristo Fazia

Ao passar Ele pelas cidades e aldeias, era como uma corrente vital, difundindo vida e alegria por onde quer que fosse.

Os seguidores de Cristo devem trabalhar como Ele o fez. Cumpre-nos alimentar os famintos, vestir os nus e confortar os doentes e aflitos. Devemos ajudar aos que estão em desespero, e inspirar esperança aos desanimados. O Desejado de Todas as Nações, pág. 350.

A Obra que Cada Igreja Deveria Fazer

A obra de recolher o necessitado, o oprimido, o aflito, o que sofreu perdas, é justamente a obra que toda igreja que crê na verdade para este tempo devia de há muito estar realizando. Cumpre-nos mostrar a terna simpatia do samaritano em acudir às necessidades físicas, alimentar o faminto, trazer para casa os pobres desterrados, buscando de Deus todo dia a graça e a força que nos habilitem a chegar às profundezas da miséria humana, e ajudar aqueles que absolutamente não se podem ajudar a si mesmos. Isto fazendo, temos favorável ensejo de apresentar a Cristo, o Crucificado. Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 514.

Sermões não o Podem Fazer

Aproximai-vos do povo onde ele se acha, mediante o trabalho pessoal. Relacionai-vos


BS - Pag. 75  

com ele. Esta é uma obra que se não pode fazer por procuração. Dinheiro emprestado ou dado, não a pode realizar. Sermões, do púlpito, não a podem efetuar. Obreiros Evangélicos, pág. 188.

Cânticos de Evangelização

Há poder no ministério do cântico. Os alunos que aprenderam a cantar com melodia e clareza, suaves hinos evangélicos, podem atuar muito bem como cantores evangelistas. Encontrarão muitas oportunidades de empregar o talento que Deus lhes deu, levando melodia e raios de luz a muitos solitários lugares entenebrecidos pela tristeza e aflição, cantando para pessoas que raramente têm o privilégio de ir à igreja.

Estudantes, ide pelos caminhos e atalhos. Esforçai-vos por chegar em contato com as classes mais elevadas, bem como com as mais humildes. Entrai nas casas dos ricos e nas dos pobres, e, quando se vos ofereça ocasião, perguntai: "Acaso os senhores gostariam de ouvir cantar alguns hinos de louvor a Deus?" Então, quando os corações se acham sensibilizados, talvez se abra caminho para proferirdes algumas palavras de oração pedindo as bênçãos de Deus. Não serão muitos os que se recusam a ouvir. Tal ministério é genuína obra missionária. Conselhos aos Professores, Pais e Estudantes, págs. 547 e 548.

Um Vasto Campo de Trabalho Prático

Há um vasto campo de trabalho tanto para mulheres como para homens. A cozinheira eficiente, a costureira, a enfermeira - de todos estes é necessário o auxílio. Que os membros de famílias pobres sejam ensinados a cozinhar, a costurar e consertar suas próprias roupas, a tratar dos enfermos e a cuidar devidamente do lar. Mesmo as crianças devem ser ensinadas a fazer pequenos trabalhos de amor e misericórdia pelos menos afortunados que elas.

Outros ramos de prestatividade serão abertos àqueles que se mostrarem dispostos a desempenhar as tarefas mais próximas. Não é o orador erudito, eloqüente, o que se necessita agora, mas homens e mulheres cristãos humildes.


BS - Pag. 76  

Trabalhai desinteressada, amável e pacientemente, por todos com os quais entreis em contato. Não mostreis impaciência. Não profirais sequer uma palavra inamistosa. Deixai que o amor de Cristo esteja em vossos corações, a lei da bondade em vossos lábios. Review and Herald, 7 de agosto de 1913.

Como Utilizar os Dias de Descanso

Há outros setores de trabalho. Alguns são aptos para ler as Escrituras e comunicar a outros o que cremos. Esses podem ser canais de luz e precioso conforto a algumas pobres almas desencorajadas que parecem incapazes de reter a esperança e exercer fé. Outros precisam procurar descobrir como podem dedicar-se à execução de pequenos trabalhos para o Senhor. Se aqueles cujo trabalho lhes toma a maior parte do tempo, exceto os domingos e feriados, em vez de despender esse tempo em seu próprio prazer, usassem-no como uma bênção para outros, estariam a serviço da causa de Deus. Vosso exemplo ajudará outros a fazer alguma coisa que redunde em glória para Deus. Ouvi as palavras do inspirado apóstolo: "Portanto, quer comais, ou bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus." I Cor. 10:31. Assim será levado em vossa vida diária ativa um vivo princípio de ser bom e fazer o bem. ...

Nem a todos será possível dar o seu tempo inteiro à obra, em vista de precisarem trabalhar para ganhar o seu sustento diário. Todavia esses têm os seus feriados e as ocasiões que podem dedicar à obra cristã, fazendo o bem desta maneira, se não podem dar muito de seus meios. Carta 12, 1892.

As horas tantas vezes gastas em divertimentos que não refrigeram nem o corpo e nem a alma devem ser despendidas em visitas aos pobres, enfermos e sofredores, ou em procurar ajudar alguém que esteja em necessidade. Testimonies, vol. 6, pág. 276.


BS - Pag. 77  

A Beneficência Praticada no Sábado

De acordo com o quarto mandamento, o sábado foi dedicado ao repouso e ao culto religioso. Toda atividade secular devia ser suspensa, mas as obras de misericórdia e beneficência estavam em harmonia com o propósito do Senhor. Elas não deviam ser limitadas a tempo ou lugar. Aliviar os aflitos, confortar os tristes, é um trabalho de amor que faz honra ao dia de Deus. Redemption: or the Teachings of Christ, nº 4, pág. 46.

Antigos Métodos de Visitação

Os que sentem sobre si o fardo de almas saiam de casa em casa fazendo o trabalho, e ensinem o povo mandamento sobre mandamento, um pouco aqui, um pouco ali, levando-os gradualmente à plena luz da verdade bíblica. Isto foi o que tivemos de fazer nos primeiros tempos da mensagem. Ao serem postos em ação ferventes esforços, o Senhor fará que Suas bênçãos repousem sobre os obreiros e sobre os que estiverem buscando a compreensão da verdade como se encontra na Palavra de Deus.

Há na Palavra de Deus preciosas verdades, verdades gloriosas, e é nosso privilégio levar essas verdades perante o povo. Naquelas partes do campo onde muitos não podem assistir a reuniões distantes de seu domicílio, podemos levar-lhes a mensagem pessoalmente e com eles trabalhar em simplicidade.

Que luz há na Palavra! Em Isaías lemos: "Clama em alta voz, não te detenhas, levanta a voz como a trombeta e anuncia ao Meu povo a sua transgressão." Isa. 58:1. Essa é a obra que devemos fazer. Notai a expressão: "Meu povo." Por que haveria o profeta de dizer "Meu povo"? Eles não estavam andando segundo a luz da verdade, mas Deus desejava salvá-los dos seus pecados. A verdade devia ser-lhes novamente levada em sua simplicidade.

A mensagem do terceiro anjo deve ir a todas as


BS - Pag. 78  

pessoas, e Cristo declarou que ela deve ser proclamada nos caminhos e vaiados. "Clama em alta voz, não te detenhas" (Isa. 58:1), Ele ordenou. Isto significa que onde quer que eles apresentem a verdade, seja perante uma congregação pública ou de casa em casa, devem apresentá-la como se encontra revelada na Palavra de Deus. Manuscrito 15, 1909.

Não Devemos Esperar que as Pessoas Venham a nós

Não devemos esperar que as almas venham a nós; precisamos procurá-las onde estiverem. Quando a palavra é pregada do púlpito, o trabalho apenas começou. Há multidões que nunca serão alcançadas pelo evangelho se ele não lhes for levado. Parábolas de Jesus, pág. 229.

Trabalhai de casa em casa, não negligenciando os pobres, que são em geral passados por alto. Cristo disse: "Pois que Me ungiu para evangelizar os pobres" (Luc. 4:18), e nós devemos ir e fazer o mesmo. Review and Herald, 11 de junho de 1895.

"Estou Perdido! E não me Advertistes!"

Ide aos lares mesmo daqueles que não manifestam nenhum interesse. Enquanto a doce voz de misericórdia convide o pecador, trabalhai com toda a energia do coração e do cérebro, como fez Paulo, que não cessava de advertir "dia e noite, ... com lágrimas, a cada um de vós". Atos 20:31. No dia de Deus, quantos nos enfrentarão e dirão: "Estou perdido! Estou perdido! E não me advertistes! Nunca me encorajastes a ir a Jesus. Houvesse eu crido como vós, e teria seguido cada alma pendente de juízo dentro do meu alcance, com orações, lágrimas e advertências." Review and Herald, 24 de junho de 1884.

A Visitação Evangelística e Nossa Espiritualidade

Visitai vossos vizinhos de maneira amigável, e familiarizai-vos com eles. ... Os que não assumem esta


BS - Pag. 79  

obra, que agem com a indiferença que alguns têm manifestado, logo perderão seu primeiro amor e começarão a censurar, criticar e condenar seus próprios irmãos. Review and Herald, 13 de maio de 1902.

A Obra não é Desinteressante

Todo que comunga com Deus encontrará abundante trabalho a ser feito por Ele. Os que saem no espírito do Mestre, procurando alcançar almas com a verdade, não acharão a obra de atrair almas a Cristo um trabalho desinteressante, sem atrativos, enfadonho. Estão encarregados de uma obra, como lavradores de Deus, e tornar-se-ão cada vez mais vitalizados ao se entregarem ao serviço de Deus. É uma obra de regozijo abrir as Escrituras a outros. Testimonies, vol. 9, pág. 118.

Promover a Felicidade de Outros

Regozijai-vos em Deus. Cristo é luz, e nEle não há trevas. Olhai para a luz. Acostumai-vos a contar os louvores de Deus. Tornai outros felizes. Este é vosso primeiro trabalho. Ele fortalecerá os melhores traços de caráter. Abri as janelas da alma francamente para o Céu, e deixai o sol da justiça de Cristo entrar. De manhã, ao meio-dia e à noite, vossos corações podem encher-se dos brilhantes raios da luz do Céu. Review and Herald, 7 de abril de 1904.

Reavivar o Espírito de Evangelismo de 1844

Recentemente em horas da noite minha mente foi impressionada pelo Santo Espírito com o pensamento de que se o Senhor há de vir logo como cremos, devemos ser mais ativos ainda em levar a verdade perante o povo do que o fomos nos anos passados.

Nesta conexão minha mente volveu às atividades dos


BS - Pag. 80  

crentes adventistas em 1843 e 1844. Havia por esse tempo muita visitação de casa em casa, e incansáveis esforços eram feitos para advertir o povo sobre o que estava escrito na Palavra de Deus. Mesmo mais esforços deviam fazer agora do que o fizeram os que proclamaram tão fielmente a mensagem do primeiro anjo. Estamos nos aproximando rapidamente do fim da história da Terra; e ao compreendermos a verdade de que Jesus indubitavelmente logo virá, nos despertaremos e trabalharemos como nunca antes. Somos convidados a fazer soar um alarme para o povo. General Conference Bulletin, 27 de maio de 1913, pág. 164.

Realizar Novamente Esse Trabalho

Ao irdes, como fizeram os discípulos, de lugar em lugar, contando a história do amor do Salvador, fareis amigos e vereis os frutos do vosso trabalho. Todo obreiro leal, humilde, amorável e fiel, será sustentado e fortalecido pelo poder do alto. Conseguirá caminho para o coração do povo ao seguir o exemplo de Cristo. Servirá ao aflito e orará pelo enfermo. Cânticos e vozes de oração se ouvirão. As Escrituras serão abertas para testificar da verdade. E com sinais que se seguirão, o Senhor confirmará a palavra falada.

Essa espécie de trabalho tem estado fora de moda. Seja ela de novo posta em prática. Todo o campo está branco e pronto para a ceifa. O Senhor deseja que muitos mais saiam para o campo da seara. Ele estará com os que estudam Sua Palavra e obedecem aos Seus mandamentos; com eles repartirá Sua graça. Ide em nome de Cristo lembrando-vos de que Ele é vosso companheiro, de que cada oração, cada palavra, cada cântico é ouvido por Ele. A mensagem da breve vinda do Senhor com poder e grande glória levará convicção a muitos corações. Review and Herald, 4 de fevereiro de 1904.

<< Capítulo Anterior Próximo Capítulo >>